Escute nossa Rádio Online

Rádio 96,1 FM Rádio Light Rádio 1390 AM

Pezão assina, hoje, contrato de empréstimo para pagar salários dos servidores

/ Informativos

Postado por: Administrador - em 15/12/2017 às 07:15

A primeira quinzena de dezembro termina com uma ótima notícia para o Servidor Público Estadual, que vive a angústia do salário atrasado: o governador Luiz Fernando de Souza, o Pezão, vai participar hoje, em Brasília, da solenidade de assinatura do empréstimo de 2 bilhões e 900 milhões de reais do banco BNP Paribas ao Governo do Rio. Os recursos serão integralmente usados para o pagamento de salários dos servidores ativos, inativos e pensionistas.

Pezão está na capital do País desde a noite de segunda-feira para acelerar os procedimentos necessários à assinatura. A realização do empréstimo, que tem garantia da Cedae, é resultado da adesão do Estado ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF), concluída no último dia 5 de setembro. No dia passado, o governador assinou o contrato com o BNP Paribas, instituição financeira vencedora da licitação. A última etapa é a assinatura do Ministério da Fazenda, que ocorre hoje, sexta-feira 15 de dezembro.

Após reunião com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, na tarde passada, o governador garantiu que todos os recursos que ingressarem no caixa, via empréstimo, serão imediatamente depositados nas contas dos servidores do Estado. Pezão disse que assim que receber o dinheiro o estado repassará, imediatamente, para a conta dos servidores. Ele diz ter certeza que, em 2018, os servidores e a administração estadual vão vivenciar um novo momento. Janeiro ainda será de muita luta, mas a arrecadação está crescendo, melhorando. Com o Brasil entrando na rota de crescimento, o governador prevê que teremos um ano de 2018 bem melhor.

Do total de 2 bilhões e 900 milhões, 2 bilhões vão ingressar no caixa estadual em até três dias úteis. Outros 900 milhões serão liberados posteriormente, conforme previsto na licitação do empréstimo, realizada no primeiro dia de novembro. O contrato será assinado hoje pelo Ministério da Fazenda.

Submenu