Escute nossa Rádio Online

Rádio 96,1 FM Rádio Light Rádio 1390 AM

Reunião, no Palácio Laranjeiras, decidiu propostas para resolver situação ambiental da CSN

/ Informativos

Postado por: Administrador - em 05/12/2017 às 07:42

O governador do estado Luiz Fernando de Souza, o Pezão, em reunião no Palácio das Laranjeiras, disse que até a próxima sexta-feira os órgãos ambientais do estado chegarão a um consenso sobre a situação da CSN e as licenças ambientais da Usina Presidente Vargas, em Volta Redonda. Pezão fez a afirmação ao receber uma comissão formada por sindicalistas, deputados estaduais e vereadores que foram discutir a notificação emitida no fim de semana por órgãos ambientais do estado, dando prazo à companhia para paralisar as atividades na usina até o dia 10, e ao mesmo tempo, apresentar um cronograma de encerramento de suas atividades, sob a alegação de que a empresa não cumpriu itens previstos no TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), assinado no ano passado com a Secretaria de Estado do Ambiente, Inea (Instituto Estadual do Ambiente) e Ceca (Comissão Estadual de Controle Ambiental) para reduzir a emissão de poluentes. O representante da CSN no encontro foi o Gerante Geral de Meio-Ambiente Cláudio Graffunder. O secretário do Ambiente, André Corrêa, e o deputado estadual Christino Áureo, participaram do encontro, que teve a presença do vice-governador Francisco Dornelles, do presidente da Câmara de Volta Redonda, Sidney Dinho e do presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Silvio Campos, entre outros representantes da comunidade.

Segundo os participantes, o governador disse que não vê motivos para uma medida extrema como a que foi anunciada e adiantou que ainda hoje haverá outra reunião de técnicos ligados aos órgãos ambientais para discutir o assunto. Ele também decidiu ouvir a CSN, em outra reunião realizada no fim da tarde passada. Também de acordo com quem participou da reunião, Pezão considera que a CSN “avançou muito [no cumprimento do TAC], mas ainda há muito o que fazer em termos de controle ambiental”.

 

Submenu